Telha Sanduiche - Telha Galvanizada

Telha Sanduiche

  • A Telha Sanduiche é caracterizada pelo revestimento de telhas metálicas convencionais com duas telhas constituindo um "sanduiche" ou simplesmente uma única telha metálica com revestimento inferior.
    O produto tem como característica primordial a utilização das seguintes matérias-primas: Poliuretano (PU) e Poliestireno (EPS). Sua fixação é efetuada com cola.

  • A espessura do Poliuretano ou do Poliestireno podem variar de 30, 50 até 100mm(milímetros)ou outras, a critério do cliente, considerando sempre que estas medidas devem ser medidas nas partes baixas do trapézio.

  • Características dos Revestimentos

  • O poliuretano possui um baixo coeficiente de condutividade térmica (k), oferecendo uma resistência nas trocas constantes de calor externo e interno nas edificações, possibilitando uma redução na utilização de equipamentos para refrigeração, redução em problemas de acidentes por fadiga e melhoria no ambiente de trabalho.

  • A utilização do Poliuretano ou Poliestireno pode ser comparada com as seguinte colocações:

  • • O Poliestireno vai proporcionar uma sensível redução dos ruídos externos com bom isolamento térmico em coberturas e fechamentos, sua placas possuem densidade de 13Kg/m3 com coeficiente de condutividade térmica k=0.029Kcal/mhºC ou com densidade de 20 Kg/m3 e coeficiente de condutividade térmica k=0.026Kcal/mhºC. Caracteriza-se por ser um produto que tem em sua composição retardante a ação de chamas e não absorve água;

A escolha de uma telha pode determinar várias características de uma obra. Além de influenciar na estética, esse material influencia o conforto térmico, a acústica e até mesmo a iluminação do local. Dentre as opções do mercado, uma das mais interessantes é a telha sanduiche.

O que é atelha sanduiche?

Telha sanduiche é o nome popular da telha termoacústica. A telha sanduiche é utilizada para aumentar o isolamento térmico e acústico de uma obra. A telha sanduiche é composta por duas chapas com um material metálico (zinco) e isolante no meio, que pode ser o isopor ou o poliuretano. A espessura do isolante da telha sanduiche deve ser de, no mínimo, 30 milímetros, mas pode variar de acordo com o nível de isolamento acústico que você procura. Quando falamos sobre a inclinação da telha sanduiche, ela deve ficar entre 5% e 57%.

Qual a diferença entre o isopor e o poliuretano?

Afinal, qual é a melhor escolha de isolante para a telha sanduiche de zinco: o isopor ou o poliuretano? Tudo vai depender do objetivo do cliente. Se a ideia é priorizar o conforto térmico, a telha sanduiche com poliuretano é a mais indicada. Já se o cliente busca um maior conforto acústico, a telha sanduiche com isopor é a melhor opção.

Tipos de Telha Sanduiche

A telha sanduiche é dividida basicamente em dois tipos: Simples: nesse modelo de telha sanduiche de zinco, a parte superior é feita com a chapa metálica e a inferior com uma folha de alumínio. É a opção mais barata. Dupla: nesse caso tanto a parte superior como a inferior são feitas com chapas metálicas. Esse tipo de telha sanduiche é a mais utilizada do mercado.

Quando usar a telha sanduiche?

A telha sanduiche é indicada para residências que ficam em regiões com grande índice acústico, como avenidas, metrô, casas de shows, estádios de futebol, locais com tráfego intenso de pessoas, entre outros. A telha sanduiche também é indicada para a construção de galpões.

Vale lembrar que a telha sanduiche é uma excelente alternativa para criar conforto térmico e acústico, mas seu uso pode ser ineficaz caso outras partes do projeto não contribuam. Por isso é importante estar atento a outras fatores, como a orientação solar do projeto, por exemplo. Além de ser usada como cobertura, a telha sanduiche também pode ter outras utilidades. A telha sanduiche podem ser usadas como divisória ou vedação, especialmente em projetos que utilizam o drywall. Como a telha sanduiche é feita sob medida, ela também pode ser usada para a criação e vedação de paredes e fachadas. As faces metálicas da telha sanduiche podem ser pintadas com tinta eletrostática, dando um visual criativo para a obra. A telha sanduiche funciona tanto em telhados embutidos como aparentes, sendo utilizada em projetos de pequena, média ou grande escala. A telha sanduiche pode ser encontrada em tamanhos diversos, que podem chegar a até 10 metros de comprimento.

Vantagens da telha sanduiche

  • A telha sanduiche possuí uma melhor desempenho térmico e acústico
  • A telha sanduiche proporciona uma economia de energia (redução do uso de ar condicionado e ventilador)
  • A telha sanduiche oferece uma redução do risco do alastramento de chamas
  • A telha sanduiche oferece redução da umidade (não absorve água)
  • A telha sanduiche é feita sob medida)
  • A telha sanduiche Dispensa o uso de forro
  • A telha sanduiche possuí fácil manutenção

Telha sanduiche: materiais

a telha sanduiche é feita basicamente com chapas metálicas e isolantes, que podem ser isopor ou poliuretano. A telha sanduiche também leva dois tipos de cola (componente A e componente B), que ajudam a fixar o isopor na telha sanduiche. Além de comprar a telha sanduiche pronta, também é possível montá-la na obra.

Desempenho

Um aspecto não se discute: a telha sanduiche funciona como um excelente isolante termoacústico. No entanto, a depender do núcleo, ela poderá ser mais eficiente no equilíbrio da temperatura ou no combate do barulho. Como isso é possível? Devido ao amplo número de materiais, conforme explica César Augusto, da MSB Consultoria.

“Os materiais do núcleo oferecem desempenhos diferentes. O EPS é um material mais leve e barato, sendo ideal para quem busca os dois tipos de conforto (térmico e acústico) a um custo menor. As lãs minerais (rocha e vidro) são mais fortes no isolamento acústico. Além disso, não inflamam. Ou seja, são indicadas para construções que apresentam algum risco específico e que precisam de resistência ao fogo. Já o PU garante melhor desempenho no isolamento térmico”.

Edson de Miranda, gerente da ArcelorMittal Perfilor, ratifica. “As lãs se apresentam como mantas flexíveis ou rígidas, com diversas espessuras e densidades. Disponíveis na mesma espessura do PU, elas podem proporcionar um isolamento térmico menor, porém maior eficiência acústica”.

Custo-benefício

Miranda recomenda o apoio de um arquiteto ou engenheiro durante o projeto. “Isolamento termoacústico não é simples – e muitas vezes não é nem mesmo intuitivo”.

O investimento em uma cobertura isolante é relativamente alto e pode ser ineficaz, caso outras partes do projeto não contribuam. “Por exemplo: não adianta gastar com telhas sanduíche para evitar que o calor entre se, ao mesmo tempo, há uma área considerável de iluminação natural na cobertura – por onde, além da entrada de luz, passa muito calor. Um profissional capacitado não deixará isso acontecer”, completa. Apesar de ter um custo elevado em comparação aos modelos simples, a garante economia de energia, pois reduz o uso de equipamentos térmicos, como ar-condicionado. O custo-benefício é ainda maior ao considerar o conforto acústico que essa solução proporciona.

Aplicação

O mercado oferece diversas opções de telha sanduiche para cobertura. Os modelos que utilizam perfis ondulados ou trapezoidais são ideais para formatos em arco. Já para coberturas curvas, é recomendado o modelo ondulado com lã de vidro. O sistema também pode ser utilizado verticalmente para aplicação em fachadas. Se o material do núcleo for lã mineral, seja ela de vidro ou de rocha, a montagem do sistema da telha sanduiche é realizada in loco. Do contrário, o painel já vem pré-fabricado, sendo necessária apenas a aplicação do telhado. Os cuidados são os mesmos de uma telha metálica simples: a inclinação do telhado deve ser adequada ao produto selecionado, a distância entre os apoios precisa ser compatível com a sobrecarga, o material das telhas e das chapas, assim como o isolamento devem atender às necessidades do ambiente.

Miranda destaca alguns pontos importantes a serem considerados durante a montagem. “Deve-se observar a direção do vento. As telhas precisam ser montadas em sentido contrário a partir do beiral da cumeeira. Se a obra tiver duas águas opostas, a cobertura deve ser feita, simultaneamente, em ambos os lados”.

Manutenção

  • É importante verificar a existência de objetos na cobertura que possam impedir o escoamento da água ou causar pontos de corrosão (os pontos de oxidação podem se transformar em perfurações na telha)
  • Quando utilizada em fachada, a telha sanduiche pede limpeza ocasional com máquinas de pressão e sabão neutro. O ideal é remover resíduos de poluição, poeira, teias de aranha, entre outras substâncias
  • Devido à exposição constante a intempéries, é possível que a telha sofra com a descoloração. Nesse caso, ela pode ser repintada – basta seguir as instruções do fabricante

Sustentabilidade

A telha sanduiche auxilia os projetos na obtenção de certificações sustentáveis, pois é feita com materiais recicláveis e garante a diminuição do consumo de energia elétrica. Além disso, tem longa vida útil.

Normas técnicas

O sistema da telha sanduiche deve atender à ABNT NBR 16.373:2015 – Telhas e painéis termoacústicos – Requisitos de desempenho –, elaborada pelo Comitê Brasileiro de Siderurgia (ABNT/CB-28). Ela estabelece os requisitos de classificação de desempenho para especificação, encomenda, fabricação e fornecimento de telhas metálicas feitas de aço galvanizado, galvalume, alumínio e aço inoxidável, com seção ondulada ou trapezoidal, zipada ou em painéis metálicos, com camada de material isolante de características térmicas e acústicas e de flamabilidade.